MC Carol reúne ritmos periféricos de várias partes do Brasil em “Borogodó” – FamososBR


MC Carol reúne ritmos periféricos de várias partes do Brasil em “Borogodó”


MC Carol está de volta com “Borogodó”, seu novo álbum de estúdio. Após “Bandida”, lançado em 2016, o novo trabalho representa uma evolução musical para a artista. Através da sua já característica veia cômica, a funkeira reforça o espaço em seu 2º álbum de carreira para temas como sexualidade (partindo do referencial feminino), autoestima e quebra de padrões. “Borogodó” está disponível para streaming nas plataformas de música e o lançamento vem incorporado de um clipe de animação para a faixa “Mulher do Borogodó”. 

Ouça “Borogodó”: https://links.altafonte.com/borogodo
Assista ao clipe “Mulher do Borogodó”: https://youtu.be/T5zRA61Xz8c

“’Mulher do Borogodó’ é baseada em fatos reais e acho que no fim eu sou essa personagem. O clipe foi uma surpresa e me diverti muito com esse conto de fadas ao contrário. Tem muitos detalhes escondidos ali da minha carreira e da minha vida, como a fada madrinha que é a minha avó e sua famosa peruca”, conta Carol sobre o vídeo dirigido por Augusto Molinari e Ramon Faria.

Em seu novo álbum, MC Carol faz do funk seu ponto de partida. Indo desde produções concebidas no melhor estilo “baile de favela” (seja no RJ, SP ou MG) até trabalhos que dialogam com o pop (com atuações de Goes e TH4I, esse último parceiro no single “Levanta Mina”), Carol passeia por comunidades e quebradas de todo o Brasil, colaborando com produtores de diferentes cenas para apresentar a nova dita MPB: Música Periférica – e mais do que nunca, popular – Brasileira. Borogodó transita entre o bregafunk – ao lado de nomes como MC Reino, CL no Beat e Cleytinho Paz – até o pagodão baiano, com O Maestro.

“O álbum tem trap, tem funk melody, pagodão baiano e bregafunk. Eu sou muito eclética, gosto de muitos tipos de música. Acho que o “Borogodó” reflete isso. Estou bem feliz. São muitos gêneros populares, que se conectam com as pessoas.”, diz Carol. “Borogodó é uma atração irresistível. Algo que não tem explicação. Eles caem no meu charme. O meu novo álbum é isso: é estranho, muita gente vai achar uma merda, mas você vai se divertir”.

Antecipado por “Levanta Mina”, o disco é uma realização da Ubuntu Produções já disponível nas principais plataformas de música.